sexta-feira, 16 de junho de 2017

Questões sobre Aromaterapia


Já dizia o filósofo grego Aristóteles, lá na Antiguidade, que “A dúvida é o princípio da sabedoria”.
Na medida em que busco conhecimentos sobre aromaterapia surgem dúvidas, entre as quais, qual a quantidade de óleo essencial devo usar? Quais os óleos essenciais que devo adquirir para começar a terapia com aromas? Como devo conservar os óleos essenciais?
Para esclarecer minhas dúvidas procuro informações em livros, sites, blogs... 

Entre os livros encontrei Abordagem Sistêmica da Aromaterapia, de autoria de Sâmia Maluf, fundadora da By Sâmia, uma das marcas pioneiras na produção de óleos essenciais no Brasil.]
A By Sâmia possui um site (www.bysamia.com.br) com informações sobre a empresa, produtos e serviços. E Sâmia Maluf criou um blog samiamaluf.blogspot.com.br no qual posta informações sobre aromaterapia e interage com pessoas interessadas no assunto.

Como sabia, os óleos essenciais devido sua concentração, em geral, devem ser diluídos em óleos carreadores (óleos vegetais) ou bases neutras (loção, creme ou gel creme) que auxiliam em sua atuação no corpo.

Mas qual a quantidade de óleo essencial devo usar?
Segundo Sâmia, 1 ml de óleo essencial equivale a 25 gotas e sua diluição em óleo vegetal pode variar de 1 a 4%, conforme a indicação:
  •        Gestantes e bebês de até 6 meses – 0,25%
  •        Sinergia facial – 0,5%
  •        Peles sensíveis e massagem facial – 1%
  •        Massagem corporal – 2%
  •        Pequenas áreas (dores localizadas) – 4%
Na prática, para uma massagem corporal, por exemplo, utiliza-se 50 gotas de óleo essencial em 100 ml de óleo vegetal. Portanto, a mistura contém 2% de OE.
Se for necessário aumentar ou diminuir as quantidades é importante manter a proporção aplicando a “regra de três” da Matemática.

Outra dúvida, quais os óleos essenciais devo adquirir para começar a experimentar os benefícios da aromaterapia?
Sâmia sugere os óleos essenciais de Alecrim, Tea Tree (Melaleuca), Hortelã-pimenta e Lavanda (o meu preferido), devido a suas indicações diversas no tratamento de sintomas comuns.

E, também, como devo conservar os óleos essenciais?
Segundo Sâmia, os óleos essenciais devem ser guardados em local fresco e arejado, ao abrigo da luz. É indispensável manter a tampa fechada, pois as substâncias são voláteis, podem evaporar e, também, oxidar em contato com o ar.

Uma dúvida comum aos iniciantes em aromaterapia: posso substituir o óleo essencial por essência aromática?
Sâmia é categórica: Não! As essências são misturas sintéticas, diferentes dos óleos essenciais que são 100% naturais e não oferecem propriedades terapêuticas.

Uma palavra recorrente em aromaterapia é sinergia. O que significa?
É uma combinação de óleos essenciais que, segundo Sâmia, necessita de muito conhecimento, experiência e intuição. Uma boa sinergia potencializa as propriedades terapêuticas dos óleos essenciais combinados.

E, ainda, que materiais são indicados na manipulação dos óleos essenciais?
São indicados pela aromaterapeuta recipientes de vidro, porcelana ou cerâmica para misturar óleos essenciais entre si, com óleos carreadores ou bases neutras.
Recipientes de plástico e metal não são recomendáveis, pois interferem nas propriedades terapêuticas dos óleos essenciais.

Dúvidas? Sempre as tenho e sempre serão minha certeza!







Nenhum comentário:

Postar um comentário